quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Sobre o juiz do Amazonas: já viu isso na velha mídia?

Valois Coelho. | Luís Carlos Valois/ Facebook (via Rádio Vox)



Caros leitores, após a rebelião que matou muitos criminosos - VOCÊS SABIAM QUE MORRERAM CRIMINOSOS NA PENITENCIÁRIA DO AMAZONAS? - uma personagem se destacou neste furdúncio: o juiz Luís Carlos Honório de Valois Coelho. Além de suas funções corriqueiras, o magistrado tem opiniões do tipo que "crime é um problema social" - como se todo pobre fosse um criminoso em potencial - e que a gravidez "não é algo natural da mulher", tirando a essência feminina e fazendo desta um 'fardo' e uma 'condenação'. Além disso - e o mais incrível - ele compara Jesus Cristo a um bandido, tem postagens positivas a respeito de drogas e acha que "cadeia não resolve".

"Eu citaria mil, boneca!", como diria aquele gângster do filme que o Kevin assistira no filme Se esqueceram de mim. Mas as imagens falam muito mais, que dispensaria este reles escriba de escrever aqui. É claro que faço comentários breves! Confira este "outro lado" do juiz lá da Região Norte.




COMENTO: É sempre assim. Criminalidade é mais um problema social do que a própria conduta do indivíduo que ESCOLHEU ir ao lado mal da força. Ainda mais, vê-se uma "indignação" dele porque o povo acha bom um bandido se dar mal. Aliás, ele culpa o povo pelos linchamentos, mas ignora ou omite que os atos de violência é o resultado da omissão dos poderes públicos, além de uma população cansada de ser roubada e sem... Justiça, né juiz?!





COMENTO: Muito podre comparar Jesus Cristo a um criminoso comum, escarnecendo do símbolo do cristianismo. Aliás, isto é crime, seu juiz. O artigo 208 do Código Penal. Como embuste, ele compara que a condenação de Cristo foi feita e patrocinada pelas mesmas pessoas que condenam o bandidinho. Agora Jesus é o bandido, juiz?



O mais grave ainda é o que ele publicou em seu perfil em rede social na véspera de Natal do ano passado. Confira:


Para o juiz, Jesus Cristo e um criminoso qualquer são a mesma coisa. E o povo que, entre aspas, "comemora" tem a mesma mentalidade dos que condenaram o filho de Deus. | Luís Carlos Valois/ Facebook



Um estranho "amor" e outras coisas mais

Além destas fotos, o juiz Valois Coelho é muito simpático às teses de que a "guerra contra as drogas" é um fracasso - se fosse assim, "a 'guerra' contra a louça suja" está perdida - e de que o aborto é um 'direito' fazendo da gravidez uma condenação a mulher, ignorando a existência de uma vida dentro da barriga da mãe. O link é este, mas os trechos são estes (os grifos são meus):

"[...]Não importa se os defensores da criminalização do aborto passam na rua por crianças dormindo na calçada, pedindo dinheiro nos faróis, usando drogas, longe das escolas, e não sentem nada, porque a culpa é da mãe, que não usou anticoncepcional, ou seja, não se precaveu da ausência de amor no ato sexual.
Crianças mortas nas ruas, pela polícia, no meio da criminalidade, ou de fome, não importa, essa gente não se acha responsável. Basta esperar que, se não morrerem, cresçam esses menores sem amor para pedirem para eles a pena de morte, de preferência com a diminuição da menoridade penal.[...]"


Em seu artigo, ele fala tanto de "amor" (é por isso que grifei "sem amor") que analisando bem a fundo é mais do mesmo do que o seu juiz diz: é melhor matar os bebês pobres porque senão eles se tornarão bandidos que serão mortos pela galera antiaborto. Desta mesma gente que "comemora" que o bandido da moto se deu mal em ter seu assalto frustrado.

Eu interpreto o seguinte: que "amor" é esse do juiz que prefere pobre mortos? Ou por que ele não falou em seu artigo que estas clínicas de aborto tem dinheiro investido pelos mesmos que pregam o aborto? Que "amor" é esse que se faz com sangue, bisturis e drogas para matar uma vida, reduzindo o indivíduo a um reles "feto" em formação?

Valois Coelho é, segundo seu site que abriga seu artigo citado, membro da Associação de Juízes para a Democracia - esta mesma instituição que defendeu com unhas e dentes a permanência de Dilma Rousseff; que é contra a punição de menores criminosos; e que é a favor de tomar a lei e a posição de magistrado para fazer a tal "justiça social", como a própria associação denomina em seu texto (os grifos são meus):

"[...]Afinal, não basta que o juiz bem conheça a lei. Tem que dar ao Direito o sentido de uma prática social rumo à utopia de uma sociedade justa que, como advertiu Cornelius Castoriadis, não é aquela que adotou leis justas para sempre e sim aquela em que a questão da Justiça permaneça constantemente aberta.[...]"


Que lindo! Este trecho é um ode ao Manifesto Comunista rumo ao paraíso prometido pelos 'deuses' do estado ateu. Dependendo do "sentido" tomado, o povo brasileiro está perdido com magistrados que não são fiéis à lei, mas às suas convicções pessoais e ideológicas de justiça.

Valois Coelho compartilhou post sobre Dilma Rousseff. | Luís Carlos Valois/ Facebook


O seu juiz é também porta-voz da Associação de Agentes da Lei Contra a Proibição (Leap, em inglês). Proibição a quê? As drogas! A Leap diz que não quer promovê-las e que se preocupa com sua proibição que causa os crimes - como se os bandidos estivessem interessados em abrir mão do tanto poder violento que as drogas promovem, né?!


Na camiseta de Valois Coelho: "Tiras dizem legalize as drogas. Pergunte-me por que." | Luís Carlos Valois/ Facebook




O caldo começa a engrossar agora!

Uma matéria publicada no Estado de S. Paulo afirma que Valois Coelho tem ligação com a facção criminosa do Amazonas, denominada Família do Norte (FDN). O juiz nega e ataca a matéria do Estadão em seu perfil:





Além disso, semana passada por três dias a webrádio Rádio Vox, em seu programa Boletim Rádio Vox, alertou sobre a conduta e atos deste sujeito. No link da webrádio podem ser vistas mais fotos de suas convicções políticas, apoio a 'descriminar' as drogas e uma admiração ao comunismo - o mesmo comunismo que matou no mínimo 100 milhões de pessoas - além de mostrar que a FDN tem ligação com a narcoguerrilha colombiana (Farc).


Considerações finais

Você sabia disso tudo, caro leitor? Não! Por que que a velha mídia não tocou nestes assuntos? A título de comparação, lembram-se que até o Jornal Hoje da TV Globo "puxou a ficha" do juiz Itagiba Catta Preta que barrou a posse de Lula como ministro da Casa Civil? (assista aqui). Por que o mesmo não ocorreu com Valois Coelho, mesmo com todo este "currículo" riquíssimo e a posições de um magistrado que flerta com tudo o que o povo brasileiro mais abomina - como aborto e legalização das drogas?

Por que a imprensa não questionou a conduta e os valores do juiz e traçou um paralelo entre o que ele acredita e as decisões tomadas enquanto autoridade?

Ao menos eu, Pedro, faço questão de que você, leitor do Jovem Jornalista,  tenha ciência de uma destas personagens ocultas pela velha mídia a respeito do que ocorre no estado do Amazonas. Agora, você tem mais informação.

Até mais, pessoal. J-J














Por: Pedro Blanche

14 comentários :

  1. Gente, não sabia nada disso, sobre este Juiz, mas sobre o massacre do MA, claro que soube. Mas, graças a vocês, que podemos parar e analisar. Não sei nem o que falar sobre o juiz, mas fico tão revoltada com estas coisas e poderia ter voz e vez para fazer algo. Obrigada por compartilhar.
    Beijos e uma excelente semana!
    DMulheresInstagramFanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sheyla, você quis dizer do massacre do AM. Bem, pelo menos fiz a minha missão e agora você sabe. | PEDRO BLANCHE

      Excluir
  2. Que loucura.. você sempre nos trazendo muita informação relevante :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  3. Nossa ele gosta de causar em.
    Chamar a atenção é o que importa pra ele, não sei se alguém realmente consegue ter todas essas opiniões tão fechadas.. que bom que a grande maioria não pensa assim né
    kisses

    ResponderExcluir
  4. Ah, não acredito que ele foi capaz de misturar religião com tudo isso!
    Só consigo sentir pena de pessoas como ele.

    Um beijo.
    www.annecollise.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não adianta dizer o contrário. Está lá. Imagina o impacto de seus pensamentos nas decisões judiciais. | PEDRO BLANCHE

      Excluir
  5. A forte mídia quer moldar o Brasileiro de um jeito que ele não saiba nada que do que acontece por debaixo dos panos... eu nem sabia quem era esse Juiz. Fiquei impressionada com a história de absurdos!

    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora com a informação você saberá o que fazer. | PEDRO BLANCHE

      Excluir
  6. Concordo plenamente com você e não é somente problema social, isso jamais irá justificar atos e escolhas e sim, já estava sabendo da notícia.
    Ele sempre foi assim e já houve outros escândalos por essa conduta dele, moro em Boa Vista - Roraima e a situação aqui não é das boas.
    Art of life and books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem alguma história sobre ele? Envie para o emersongaffonso@gmail.com e compartilhe conosco.| PEDRO BLANCHE

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design